Dominar a Mentalidade da Abundância (Parte 2)

Esta atividade irá apresentar-lhe as destrezas necessárias para dominar a mentalidade da abundância.

A Mentalidade da Abundância

Uma mentalidade abundante está presente, descontraída e em fluxo. Estarmos presentes dá-nos a oportunidade de respondermos com fluidez ao que surge no momento. Embora ainda precise de se preparar para uma reunião, sabe que não é possível controlar todos os resultados. Com a preparação certa, contudo, poderá passar rapidamente da escassez para a abundância.

A Mentalidade da Abundância funciona em 3 níveis:

Nível 1. Dominar uma atitude positiva

A sua atitude é determinada pelos seus sentimentos (veja o ponto 3 abaixo) e personalidade. É mais difícil ter uma atitude positiva se lhe faltarem competências ou conhecimentos ou se a sua personalidade for negativa. No entanto, com os exercícios de conscientização, poderá aprender a ver o oposto da sua personalidade dominante. A exercitação torna-o mais apto e ajuda-o a aprender mais.

Nível 2. Permanecer no estado de fluxo

O conceito de fluxo, de Mihaly Csikszentmihaly, refere-se a um estado em que o tempo para, você está imerso no seu trabalho e as suas aptidões correspondem ao desafio em mãos. Se o desafio for demasiado difícil para as suas aptidões, sentir-se-á sobrecarregado. Se, por outro lado, ele for demasiado fácil para si, sentir-se-á entediado. O fluxo ocorre quando as suas aptidões dominam o desafio até chegar ao sucesso.

Nível 3. Dominar os seus sentimentos

O terceiro nível reverte para o nível 1. Ele merece o seu próprio nível, porque está no centro da mentalidade da abundância. Conforme identificámos na Atividade 1.2, existem três estados de consciência que determinam a sua visão da vida: contraído (baseado no medo, na sensação de que há algo errado, na participação relutante); neutro (descontraído, quando sente que está tudo bem); abundante (com uma participação entusiasta e sincera).

Passar da Escassez à Abundância

escassez-vs abundância

A mentalidade da escassez é volumosa e compartimentada. Para compreender algo, separa-se as componentes sem se estabelecer uma relação entre elas. Esforçando-se por ligar os pontos, uma Mentalidade de Escassez resiste a sentimentos desconfortáveis, sentindo a necessidade de retroceder – seja por falta de conhecimento, de aptidões ou por falta de interesse.

Para passar de uma mentalidade de escassez para uma de abundância, devemos primeiro soltar a contração (medo) e adquirir presença. Não há necessidade de controlar os seus sentimentos, pois simplesmente transcende qualquer desconforto, permitindo-se sentir plenamente os seus sentimentos.

Em vez de tentar limitar conceitos através de uma Mentalidade de Escassez, traga a totalidade da sua consciência para o momento presente, respondendo com fluidez ao que está a acontecer ao seu redor.

O truque é aprender a incorporar consistentemente este estado de consciência expansivo, menos apegado e mais fluido. A chave reside em poder repousar na liberdade – tornar-se pacífico e descontraído. Repousando na liberdade, poderá responder intuitivamente ao que surge. Isso tornará as suas tomadas de decisão mais precisas.

Além disso, poderá deslocar-se na direção em que colocar a sua atenção. Usar intencionalmente a sua visão para se deslocar para uma direção específica dá-lhe um maior sentido de propósito. Não há necessidade de se conter para alcançar os seus objetivos. Está agora pronto para entrar no estado de fluxo.