Cultivar a Relevância na Sua Vida

A primeira competência a desenvolver ao alinhar os seus talentos irá ajudá-lo a cultivar a relevância na sua vida. Isto permitir-lhe-á pensar a um nível superior sobre o que molda a sua identidade.

Qual é o seu propósito? Porque está aqui? O que é importante para si?

Estas são algumas questões existenciais “viciosas”. Vale a pena contemplá-las, porém, já que lhe possibilitam perceber quem é, quem quer ser e como mudar.

76145879_thumbnail

Descubra os seus talentos

Se não tem claro em que é que é bom, passe algum tempo a desenterrar os seus talentos. Ao perceber aquilo em que é naturalmente bom, pode criar um nicho, convertendo os seus talentos em valiosas aptidões. Conseguirá tornar-se tão bom que não poderão continuar a ignorá-lo? Lapidar os seus talentos exige tempo, prática e paciência. Continue a evoluir, continue a aprender!

  1. Paixão: quanto tempo passa a fazer coisas que não lhe interessam? As nossas identidades são moldadas por ideologias externas desde tenra idade. Somos influenciados pelo dinheiro, pela educação, pelas normas sociais e pela religião. Que parte da nossa identidade sobra para nós determinarmos? Livre de construções ideológicas, como transformaria as suas paixões em novas ideias, agregando valor e atendendo às necessidades das pessoas de formas inovadoras?
  2. Visão: Quando foi a última vez que se sintonizou com a sua visão? Não poderá ter sucesso se não pensar sobre o futuro e qual o seu papel nele. Com que frequência reflete sobre onde está e para onde quer ir? Se a sua visão se tornou rígida ou limitadora, talvez esteja na altura de reconsiderar os seus valores. A vida encontra-se num constante estado de fluxo. Mantendo levemente presente a sua visão, estabeleça novos motivos para alcançar os seus objetivos.
  3. Retribuir: Como faz a diferença? Onde concentra os seus esforços: no ambiente, na vida social ou económica? Temos um curto tempo de vida na Terra. Gostaria de retribuir? Existe uma causa ou responsabilidade que lhe diga mais? Não é preciso muito dinheiro para fazer a diferença. Oferecer voluntariamente os seus serviços numa sopa dos pobres, por exemplo, pode fazê-lo viver um maior sentido de propósito.
  4. Relacionando-se: Então, dedica o seu tempo a aperfeiçoar os seus talentos, mas e a cooperação com os outros? A colaboração eficaz requer uma boa comunicação, além de competências interpessoais. As ideias são refinadas e aprimoradas através da cooperação, muitas vezes mudando as vidas para melhor, enquanto se altera o futuro. A transformação ocorrerá quando as pessoas desenvolverem grupos de reflexão para desenvolverem as suas ideias.
  5. Propósito: Sou fascinado pelo propósito. O que é que o propósito significa para si? Há várias dimensões que devem estar em movimento e integradas para se viver uma vida com propósito, tais como dominar os seus pensamentos e sentimentos, a personalidade, a atitude, um estado de atenção plena e desenvolver um sentido de significado. O que significa viver com propósito? O propósito não é estático. Em vez disso, flui – é caótico e envolve um processo de tentativa e erro. O que é que o desafia e envolve o suficiente para exibir os conhecimentos e aptidões necessárias para continuar a progredir?