fbpx

Conheça nosso fundador, Simon

“Eu costumava ser um nove-a-cinco que olhou para a Bloomberg screens, estabelecendo comércios e escalando escada corporativa de Londres. Então eu tenho o blues. Para me encontrar, fui para a América do Sul, onde escalei o Aconcágua (o pico mais alto do hemisfério sul), naveguei em Lima e Florianópolis, visitei Salar de Uyuni e pedalei pela estrada mais perigosa do mundo.

Mas tudo isso não funcionou.

Quando voltei para a África do Sul, eu me encontrei de volta em trabalhos insatisfatórios, perdido e desconfortável com quem eu era. Até que conheci meu mentor, Paul Falconer.

Inspiração de Paulo provocou um ‘ aha! ‘ momento para mim. Apercebi-me que a minha identidade não era apenas moldada pela minha cosmovisão, mas também pelo meu ambiente. Definindo a compreender os sistemas que moldam o mundo moderno, descobri que o ganho a curto prazo e exploração ambiental estavam produzindo um cenário que está exacerbando tanto o aquecimento global ea lacuna entre os ricos e os pobres. É pouco de admirar que tantas pessoas no mundo se sintam desautorizadas, vivendo em um mundo moldado por sistemas de ganância.

Então eu virei minha atenção para a natureza; Talvez pudéssemos aprender com ela? Fiz minhas malas para o Sudeste Asiático, onde viajei e trabalhei em fazendas de permacultura de pequena escala. Pareceu-me que, mais do que apenas uma filosofia agrícola, os princípios da permacultura poderiam ser aplicados à maneira como vivemos nossas vidas como indivíduos; as escolhas que fazemos e o futuro que escolhemos construir.

É por isso que, no meu regresso à África do Sul, completei o meu curso de permacultura e estabeleci Kultcha – uma plataforma educacional para o desenvolvimento sustentável. É minha esperança que este curso inquieta nos povos as habilidades e o conhecimento que precisam de sentir fortalecidos; para criar mudança em suas próprias vidas e a vida dos outros. Juntos, podemos nos tornar a solução. “